skip to Main Content

Quartel Electrão: Em 10 meses bombeiros recolheram a mesma quantidade de equipamentos eléctricos usados que no ano passado

Nos primeiros 10 meses do ano as associações humanitárias de bombeiros voluntários que aderiram à campanha “Quartel Electrão” recolheram a mesma quantidade de equipamentos eléctricos usados que tinha sido reunida no ano passado: 2.000 toneladas. 

Em 2020, em plena pandemia, os bombeiros portugueses atingiram um máximo histórico de recolha de pilhas e de equipamentos eléctricos e chegaram às 2.029 toneladas. Este foi o valor mais alto registado nas cinco edições desta iniciativa.  

“A avaliar pelos números de que dispomos até agora estamos prestes a alcançar um novo recorde”, antecipa o Director-Geral do Electrão, Pedro Nazareth.   

Esta campanha, promovida pelo Electrão, arrancou em Janeiro e prolonga-se até ao próximo dia 30 de Novembro. Até lá a população pode deixar nos quartéis aderentes todo o tipo de lâmpadas, pilhas e equipamentos eléctricos fora de uso.   

A iniciativa tem suscitado o apoio de várias empresas e instituições, como juntas de freguesias e câmaras, que apelam à entrega de electrodomésticos e outros equipamentos eléctricos em fim de vida como forma de ajudar os soldados da paz da freguesia ou concelho. Em muitos casos as autarquias colocam à disposição os estaleiros municipais, para armazenamento dos resíduos, e chegam mesmo a disponibilizar-se para recolher os velhos equipamentos a pedido.  

Também as empresas privadas estão a mobilizar-se, um pouco por todo o país, para a entrega de resíduos de equipamentos eléctricos usados a pedido dos bombeiros, que assumem assim um papel activo na sensibilização da comunidade para a reciclagem, incluindo o tecido empresarial. Outras empresas contactam o Electrão directamente para a recolha desses resíduos, mas solicitam que essa contabilização seja associada à corporação da sua área. 

“Este ano já foram encaminhadas quase 164 toneladas por estas vias, o que é revelador da importância que cada vez mais o tecido empresarial dá à dimensão social e ambiental”, sublinha o Director-Geral do Electrão, Pedro Nazareth.  

Esta iniciativa do Electrão – Associação de Gestão de Resíduos tem como objectivo envolver as associações humanitárias para a causa da reciclagem de equipamentos eléctricos usados, garantindo ao mesmo tempo vários prémios às associações.  

O prémio a atribuir à associação que reunir a maior quantidade de equipamentos é um veículo de combate a incêndios no valor de 54 mil euros. Todos os quartéis recebem 75 euros por cada tonelada de resíduos reunida. São ainda atribuídos prémios por regiões e aos novos aderentes. Os vencedores destas categorias recebem 750 euros em cartões pré-pagos de combustíveis. 

A lista das 165 associações humanitárias aderentes à sexta edição do Quartel Electrão, onde podem ser deixados equipamentos eléctricos usados, pode ser consultada aqui. No site www.ondereciclar.pt também é possível encontrar o quartel aderente mais próximo.   

Back To Top