skip to Main Content

11ª edição da Escola Electrão: Mais de seis mil toneladas de equipamentos eléctricos recolhidos nas escolas

Ao longo das últimas 10 edições a campanha “Escola Electrão” permitiu a recolha de mais de seis mil toneladas de equipamentos eléctricos usados nas várias escolas aderentes, de norte a sul do país.  

A 11ª edição desta iniciativa, que arranca com o início de mais um ano lectivo, prolonga-se até Junho de 2022 e conta com mais de 360 escolas aderentes. A campanha, dinamizada pelo Electrão – Associação de Gestão de Resíduos, tem como objectivo sensibilizar para o correcto encaminhamento de pilhas, lâmpadas e equipamentos eléctricos fora de uso. 

A maior parte dos equipamentos eléctricos usados recolhidos nas escolas corresponde a pequenos aparelhos, mais fáceis de transportar, como torradeiras, máquinas de café e telemóveis. Na última campanha foram recolhidas mais de 172 toneladas destes equipamentos, o que representa 66 por cento do total.  

Já os grandes equipamentos, como aparelhos de ar condicionado, por exemplo, têm um peso de 31 por cento. No último ano lectivo, foram recolhidas 82 toneladas destes aparelhos com o envolvimento dos estabelecimentos de ensino. 

As pilhas portáteis representam dois por cento do total recolhido. Por questões de espaço, muitas escolas optam por reunir apenas estes equipamentos.  Por isso, mesmo esta categoria tem vindo a ganhar cada vez maior importância na campanha, com um crescimento superior a 300 por cento na última edição. As lâmpadas têm um peso de um por cento.  

NÚMEROS DUPLICARAM NA ÚLTIMA CAMPANHA 

As pilhas, lâmpadas e equipamentos eléctricos usados recolhidos no âmbito da última campanha duplicaram face ao anterior ano lectivo. Entre Julho de 2020 a Junho 2021 foi possível reunir um total de 263 toneladas de equipamentos nas escolas, o que representou um aumento de 110 por cento em relação às 125 toneladas registadas na edição de 2019/2020.    

“Esperamos que o novo ano lectivo que ainda agora começou seja um marco em termos de recolha de equipamentos eléctricos nas escolas, o que seriam boas notícias para o ambiente. Isso significaria que estes aparelhos não seriam depositados nos contentores indiferenciados, não iriam poluir solos ou linhas de água, nem seriam desviados para operadores que não procedem à sua descontaminação”, alerta o Director-Geral do Electrão, Pedro Nazareth.  

OS PRÉMIOS PARA AS ESCOLAS 

Como incentivo pelo trabalho de sensibilização, as escolas aderentes podem receber vales para a compra de novos equipamentos eléctricos e electrónicos. Estes são atribuídos com base num sistema de pontos, em função da quantidade de resíduos recolhidos pela escola.  

O desafio Repórter Electrão, um concurso de vídeos produzidos pelos alunos sobre o tema da reciclagem, é outra das iniciativas promovida no âmbito da campanha e também dá direito a prémios a atribuir às equipas vencedoras. 

Com os meios de acondicionamento e comunicação enviados pelo Electrão, as escolas aderentes incentivam alunos, professores, funcionários e pais a entregar os seus equipamentos fora de uso, como forma de consciencializar para o papel de cada um na protecção do ambiente através da separação de resíduos para reciclagem. 

Back To Top